Como casar no estrangeiro

Foofo de noivos ao por do sol

Casar no estrangeiro pode ser a concretização de um sonho para muitos casais. Por incrível que pareça as maiores dificuldades neste género de casamentos nem são as económicas. Os preceitos legais dão muito mais dores de cabeça aos noivos que querem casar fora. Saiba como casar no estrangeiro e faça com que esse dia seja inesquecível!

Tem de conhecer as leis nacionais sobre casamentos

Você poderá casar no estrangeiro desde que tenha conhecimento das leis desse país sobre casamento de estrangeiros. Não se esqueça que se não cumprir algum dos requisitos necessários, o seu casamento corre o risco de não vir a ser considerado válido em nenhum dos dois países, nem no seu, nem naquele aonde for casar.

Informe-se atempadamente sobre todos os efeitos legais e aspetos burocráticos a observar, desde fotocópias de documentos, a possíveis declarações de responsabilidade, assinaturas, padrinhos e testemunhas, enfim… Vão ser muitos os procedimentos a respeitar.

Informe-se também sobre como é que vai ser quando voltar para o seu país

Não basta seguir escrupulosamente os requisitos legais do país aonde você for casar. Você poderá ficar efetivamente casado segundo as leis desse país, mas não segundo as leis do seu próprio país.

Por isso informe-se também sobre como se irá realizar a equivalência do casamento quando você estiver de volta à sua terra. Existem documentos a tratar? Você vai ter de trazer consigo alguma declaração ou atestado especial? Quais os prazos legais para regularizar toda essa situação?

Não deixe nenhum pormenor ao acaso, pois de contrário arrisca-se a ter de fazer muito mais deslocações e a gastar muito mais dinheiro.

Como fazer para obter a licença de casamento?

Depois de estar devidamente informado sobre todos os passos a dar no estrangeiro para que possa casar em segurança, você terá também de saber como fazer para obter a licença de casamento.

Na maioria dos países as licenças de casamento são fáceis de obter e não implicarão muita despesa nem muito trabalho. Ainda assim preste bastante atenção para não deixar passar ao largo nenhuma formalidade. Por vezes uma simples fotocópia não entregue atempadamente inviabiliza todo o processo burocrático.

Desconfie das grandes facilidades

Se você estiver a pensar casar num país estrangeiro pouco desenvolvido onde as infraestruturas legais possam não funcionar com a celeridade desejável, desconfie sempre quando os funcionários dos serviços lhe acenarem com grandes facilidades.

Num país pouco desenvolvido nada é fácil de tratar, muito menos os casamentos entre cidadãos estrangeiros! Não se precipite, pois poderá não conseguir ver o seu casamento reconhecido legalmente.

Tenha também atenção às tentativas de extorsão de dinheiro de que possa vir a ser vítima… Infelizmente essas situações são bem reais e acontecem em locais onde nunca esperaríamos que acontecessem. Não se deixe enganar!

Dirija-se à embaixada antes de viajar

Antes mesmo de viajar para o país estrangeiro aonde pretende contrair casamento, dirija-se à embaixada desse país e esclareça as suas dúvidas perto de fontes credíveis.

Faça todas as perguntas que tiver de fazer e não receie parecer ser ignorante. Afinal não casamos todos os dias, muito menos fora do nosso país! É mais do que natural que tenhamos dúvidas e desconhecimentos.

Saiba que existem firmas que se ocupam de organizar casamentos do ponto de vista legal

Se você não quiser ter muito trabalho, nem perder tanto do seu tempo a tratar pessoalmente de todos os aspetos, também pode delegar a missão de organizar o seu casamento do ponto de vista legal a uma empresa particular.

Existem algumas empresas desse tipo que são bastante fiáveis e que podem tratar de todas as burocracias em seu nome. Procure os endereços e pesquise um pouco antes de se comprometer com alguma dessas empresas. Se se decidir por esse género de prestação de serviços terá certamente mais despesas, mas poupará muito aborrecimento.

Escolha o país, escolha o local onde quer especificamente casar e depois comece a recolher informações. Faça comparações entre os resultados que for obtendo e não se iniba de refazer os seus planos se encontrar demasiadas dificuldades num determinado país. É importante que o seu casamento seja um acontecimento feliz e memorável por boas razões e não uma fonte de stress e nervosismo. Tenha calma e faça tudo conforme manda a lei, vai ver que tudo correrá pelo melhor!

A sua votação: