Simbologia da aliança de casamento

Alianças de casamento

Para além do significado que a aliança de casamento obviamente tem para quem decide partilhar a sua vida a dois, alguma vez pensou na sua simbologia? Porquê uma aliança? E porque motivo existe um dedo específico para utilizar esta aliança?

O símbolo do interminável

O uso da aliança para simbolizar a união entre duas pessoas é mais antigo do que se possa pensar à partida. Acredita-se que esta tradição terá tido origem no antigo Egito. Nesta civilização, o círculo era tido como o símbolo do interminável, ou seja, não tem início nem fim. Devido ao seu formato, as alianças trocadas pelos noivos durante a cerimónia de casamento simbolizavam o amor eterno, infinito e imortal, até porque esta cultura acreditava na vida após a morte.

Ligação direta ao coração

Para além da simbologia do círculo, existe também um motivo muito forte para a escolha do dedo anelar da mão esquerda para colocar a aliança de casamento. Na antiga Grécia, cerca de 2000 anos após os egípcios terem criado a tradição de usar um anel para representar a união entre duas pessoas, acreditava-se que no dedo anelar da mão esquerda passava uma veia –conhecida como “vena amoris” – que estaria diretamente ligada ao coração. Por isso, ao colocarem a mesma aliança nos mesmos dedos, os corações do casal manter-se-iam atraídos. Embora esta seja uma forma muito romântica de ver as coisas, a evolução da medicina veio provar que esta veia não existe, e que todos os dedos das mãos têm exatamente a mesma estrutura venosa. Contudo, a tradição persiste até aos dias de hoje.

A aliança ao longo dos tempos

As alianças de casamento evoluíram muito: no Egito antigo estes anéis eram feitos com secções de plantas trabalhadas de forma a construir um círculo, já foram também de cordel ou de pelo de animais. Mas não foram apenas os materiais que evoluíram ao longo das eras. A simbologia do próprio anel sofreu grandes alterações com o passar dos tempos. Por exemplo, no império romano a oferta de um anel a uma esposa era visto como um símbolo de posse sobre a mesma, a mulher era vista meramente como propriedade. Não havia qualquer tipo de romantismo associado ao casamento, nem à oferta ou troca de alianças.

As alianças de casamento tal como as conhecemos hoje surgiram apenas perto do século XV, sendo na altura exclusivas das classes altas e realeza, dado o seu valor enquanto joias exuberantes elaboradas com metais preciosos. O anel de casamento era o símbolo da aliança entre as duas famílias dos noivos, e um símbolo da fortuna ou dote, que acompanharia esta união.
Com o passar dos anos, a tradição de trocar anéis de metais preciosos como símbolo da união entre um casal foi-se alargando a todas as pessoas, independentemente da sua proveniência, classe social ou posses. A simbologia evoluiu e nos dias de hoje acaba por se resumir à vontade de declarar amor eterno a alguém, um símbolo de união e dedicação.

Afinal, porquê o dedo anelar da mão esquerda?

Por que motivo se manteve a tradição de utilizar a aliança no dedo anelar da mão esquerda, mesmo sabendo que a “vena amoris” não passa de uma ideia romântica? Bem, existem várias explicações possíveis, e infelizmente nenhuma consegue atingir o nível de romantismo da suposta existência de uma ligação direta ao coração.

A primeira explicação será porque basicamente os nossos pais já o faziam assim, os nossos avós também, e simplesmente se tornou numa tradição que mantemos. Em alguns países, como Espanha, esta tradição tem vindo a desvanecer, dando-se apenas importância à utilização da aliança independentemente de ser na mão direita ou esquerda.

Poderemos encontrar a segunda explicação no facto de ser mais prático, confortável e seguro utilizar a aliança na mão esquerda. Sendo que ao ser utilizada na mão que menos usamos, no caso dos destros, e num dedo que não é tão ativo, a aliança está mais protegida das agressões do dia-a-dia, conferindo-lhe maior durabilidade.

Não são explicações tão românticas… Mas nada nos impede de continuar a acreditar que a aliança está ali por ser o caminho direto para o nosso coração!

A sua votação: